Sebrae defende ambiente jurídico favorável aos pequenos negócios

0

No Congresso do Ministério Público, diretor da instituição abordou a importância da agenda de promoção socioeconômica do interesse público

O diretor do Sebrae Nacional, Bruno Quick, participou da abertura do 23º Congresso Nacional do Ministério Público, evento que reúne promotores e procuradores para debater questões jurídicas, econômicas e sociais afetas à atuação do Ministério Público e de interesse da sociedade brasileira. A iniciativa, realizada na quarta-feira (4) em Goiânia, teve a participação do governador de Goiás, Ronaldo Caiado, e de membros dos ministérios públicos de todo o país.

Na ocasião, o presidente da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público – CONAMP, Victor Hugo de Azevedo, destacou a importância do apoio de instituições, incluindo o Sebrae, no fortalecimento da busca da efetividade na atuação do MP. “Temos que agradecer ao Sebrae por todo apoio que tem nos dado na realização de um evento tão grandioso como este. Nosso desafio é buscar soluções e encaminhamentos dos problemas atuais na consolidação de um ministério público forte para todo o Brasil”. O evento é realizado pela CONAMP e Associação Goiana do Ministério Público – AGMP, com o apoio do Sebrae.

Para Bruno Quick, a representação e o apoio do Sebrae no Congresso é um passo determinante da atuação da instituição. “Estar aqui hoje mostra que buscamos um ambiente favorável para os pequenos negócios. Estamos lado a lado com o Ministério Público olhando para essa agenda de tamanho interesse público na promoção do desenvolvimento, prosperidade, oportunidade, renda e trabalho, combatendo as desigualdades sociais, econômicas e regionais. Isso é um marco na história do Sebrae, que é uma instituição parceira do Brasil. Com isso, caminhamos para ser um Sebrae que o país precisa”, enfatizou.

Palestra Palestrante do primeiro dia do Congresso, o ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sérgio Moro, foi recebido com aplausos. Moro falou da missão do governo federal no combate à corrução e destacou a importância da realização de forças-tarefas, à exemplo da Lava Jato. “A investigação e os processos das instituições para combater o crime organizado são desafiadores e o Ministério Público tem um papel ímpar nesse sentido”, disse

Por Agência Sebrae de Notícias

Start typing and press Enter to search